ÍCONES DE PORTUGAL

Património de Portugal

Fortim de Montedor ou Forte Paçô – Carriço – Viana do Castelo

Posted by mjfs em Outubro 31, 2008

Fortim de Montedor - Viana do Castelo - Foto Maria Ines Dias - 2007 - IPPAR

Durante as Guerras da Restauração, entre 1640 e 1668, foi delineada uma linha defensiva ao longo da costa atlântica para impedir eventuais ataques da armada espanhola. Na região do Alto Minho foram remodeladas diversas fortificações já existentes, como o forte da Santiago da Barra, na foz do rio Lima em Viana, ou o forte da Ínsua, em Caminha, fronteiro à margem galega do Minho. Ao mesmo tempo eram construídas novas fortalezas integradas nesta linha defensiva, para reforçar a defesa daquela zona da costa, bastante permeável.

O Forte de Paçô, ou Fortim de Montedor, foi construído nessa época, reforçando o fogo defensivo dos fortes da Areosa e do Cão. Desconhece-se a autoria do projecto da fortaleza, no entanto a estrutura apresenta evidentes semelhanças com o forte da Areosa.

De pequenas dimensões, o Fortim de Montedor desenvolve-se em planta estrelada, com quatro baluartes desiguais. A face voltada ao mar é de forma curva, a face oposta é côncava; nesta foi inscrito o pórtico do forte, em arco de volta perfeita. No seu interior o espaço foi dividido em pequenos compartimentos, formando um corredor no centro da praça.

A importância defensiva do Fortim de Montedor manteve-se ao longo das centúrias seguintes, tendo um papel preponderante tanto durante as Invasões Francesas como nas lutas liberais de meados do século XIX.

Em 1983 o forte passou para a alçada da Região de Turismo do Alto Minho, passando a ser equacionado o aproveitamento turístico e cultural do espaço. No ano de 1995 foi elaborado um projecto da autoria do arquitecto Luís Teles para adaptação do forte a restaurante, posteriormente substituído por outro projecto, do mesmo arquitecto, para instalar em Montedor um centro de interpretação e de apoio a percursos ambientais. Actualmente o imóvel está a ser objecto de acções de conservação e restauro.

Texto: IPPAR – C.O.

OUTROS LINKS:

  • Inventário do Património Arquitectónico (DGEMN)
  • Instituto Português de Arqueologia
  • Instituto Português do Património Arquitectónico (IPPAR)
  • Fortim de Montedor (pt.wikipedia)
  • Anúncios

    Deixe uma Resposta

    Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

    Logótipo da WordPress.com

    Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

    Imagem do Twitter

    Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

    Facebook photo

    Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

    Google+ photo

    Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

    Connecting to %s

     
    %d bloggers like this: